Delivery: telefone ou aplicativo, qual é a melhor opção?

Delivery: telefone ou aplicativo, qual é a melhor opção?

Tempos modernos. A tecnologia invadiu, definitivamente, as nossas vidas, tornando tudo simples e fácil. Literalmente ao alcance das nossas mãos.
Pode-se dizer que, fazer pedido de comida pelo telefone é coisa do passado, devido ao alto índice de ineficiência. Afinal, não dá para ver o cardápio e, nem sempre o atendente é treinado ou está de bom humor na hora da ligação. Toda comunicação pode sofrer “ruídos”, ou seja, o atendente pode não entender direito o seu pedido e o risco de vir errado é muito grande.

Uma solução menos dispendiosa para restaurantes e afins é a criação de um site de delivery, aonde o cliente pode ver o produto, o cardápio, escolher sem pressa, cadastrar-se e até pagar a conta em um único lugar.

Mas, e os aplicativos nos celulares, valem a pena?

Sempre é bom pesar os prós e os contras na hora de usar aplicativos. Há duas possibilidades: o desenvolvimento de um aplicativo próprio ou utilização de um delivery terceirizado. No primeiro caso, o investimento é alto, mas, a lucratividade fica inteira com o restaurante. No segundo, pode haver taxas mensais além da cobrança de 10 a 15% de comissão por venda realizada.

No caso dos terceirizados, há a vantagem da visibilidade, da presença de um menu digital com fotos e preços aonde o cliente estiver. O serviço gera mais demanda para o restaurante, mas mexe diretamente na sua lucratividade. Assim, se o cliente pedir uma única vez, o serviço ganha e, se ele resolver não comprar no mesmo local, ganha do mesmo jeito. Não há garantia de fidelidade da clientela, já que esta não tem contato com o espaço, com as pessoas, com os aromas da cozinha – a menos que tenha frequentado pelo menos uma vez.

Para restaurantes que têm um grande volume de pedidos, o aplicativo é um plus, já que funciona como um segmento de marketing e comunicação, sendo menos dispendioso do que o uso de outras ferramentas.

Plataformas operacionais

As plataformas operacionais podem não funcionar em todos os celulares. Mas, a maioria deles é compatível com as disponíveis no mercado. Se um restaurante adotar um aplicativo próprio e dinheiro não for problema, melhor investir nas três principais plataformas: Android, IOS e Windows Phone. Agora, se o investimento não pode ser muito alto, considere iniciar com o Android, que domina 85% dos smartphones do país.

Vantagens e desvantagens na utilização de delivery on-line

Comida em casa, no trabalho, na hora do lanche, almoço ou jantar é uma ótima solução. Afinal, todos nós precisamos nos alimentar e, se a comida chegar quentinha, hum, que delícia!

O crescimento do mercado de entrega de comida foi significativo nos últimos anos e, isso se deve ao grande número de aplicativos e websites que reúnem restaurantes em um mesmo local, como se fosse uma grande praça de alimentação virtual. No entanto, vale a pena utilizar os serviços on line das empresas que atendem esse mercado?

Sem dúvida que, esses aplicativos ajudam as pessoas a economizar tempo. Eles são intermediários entre o cliente e o restaurante. Os mais conhecidos no Brasil são o iFood, o Hellofood e o Pedidosjá (esses dois últimos atendendo na América Latina, também).

É muito vantajosa a utilização do serviço para quem inicia na entrega em domicílio. Suas vantagens são: o cliente está sempre em primeiro lugar; agilidade na implementação da plataforma; facilidade no gerenciamento; muitos consumidores em um único lugar; divulgação em massa, benefícios operacionais, pois, os pedidos são feitos rapidamente, sem ocupar a linha telefônica.

Mas, há desvantagens, também: não há garantia de fidelidade do cliente (eles são fiéis ao aplicativo e não ao restaurante); há necessidade de boa conectividade com a Internet; o layout é padronizado; o preço é um tanto quanto pesado (quanto mais seu estabelecimento vende, mais o aplicativo ganha); concorrência acirrada, pois o restaurante compartilha espaço com muitos estabelecimentos do ramo alimentício, incluindo os do mesmo segmento.

Bem, conhecimento nunca é demais! Agora é só comparar os prós e os contras e escolher a melhor solução. Ah! Se pintar aquela fominha, estamos aqui esperando você.